O que é teletrabalho e quais suas vantagens

O que é teletrabalho e quais suas vantagens

Você já ouviu falar sobre teletrabalho? A palavra por si só já é bastante conhecida e ficou ainda mais famosa durante esse extenso período de pandemia que vivemos. Logo, é interessante que dediquemos um artigo inteiro para esse assunto.

Note também que, assim como em qualquer método de trabalho, no teletrabalho também existem uma série de vantagens e desvantagens. Portanto, é fundamental compreender todas elas, buscando entender se é interessante aplicá-las em seu negócio. Acompanhe!

O que é o Teletrabalho?

Teletrabalho pode ser definido como o fruto do desenvolvimento das tecnologias da informação e a introdução das telecomunicações nas relações de trabalho. Trata-se de qualquer forma de trabalho realizada longe do ambiente do escritório. Esta deve permitir a separação física, muito importante principalmente no período que vivemos, além de facilitar a comunicação a distância.

Também bastante conhecido como trabalho remoto em algumas regiões do país, o teletrabalho consiste basicamente no trabalho realizado à distância, sendo este feito através do manejo de tecnologias da informação e de plataformas de comunicação. E, nesse sentido, é possível que essa modalidade de trabalho seja dividida em 4 categorias distintas, sendo elas:

  • Home Office;
  • Centro Compartilhado;
  • Teletrabalhador de Campo;
  • Teletrabalho em Equipes Transacionais.

Sabendo disso, está na hora de detalharmos cada um desses modelos. Entenda:

Home Office

O Home Office é o mais famoso entre os meios de teletrabalho e para muitos se configura como o sinônimo dessa metodologia. Entretanto, ele é apenas uma das vertentes do teletrabalho. A sua principal característica é que ele é desenvolvido dentro da casa do trabalhador. Até mesmo por conta disso seu nome é home (casa) office (escritório).

Centro Compartilhado

O centro compartilhado é desenvolvido em “centros satélites”, que são locais de trabalho descentralizados da sede principal da empresa. Estes também podem ser centros compartilhados/comunitários, providenciados pela própria empresa em coparticipação, ou não, com outra(s) empresa(s), oferecendo toda infraestrutura básica e condições para a realização do teletrabalho.

Trabalhador de Campo

O Trabalhador de Campo é aquele que revela mais intensamente a possibilidade de flexibilização do tempo e espaço de trabalho. O principal motivo para isso é que o seu ofício pode ser realizado em qualquer lugar do mundo. Assim é possível que durante o seu horário de serviço ele esteja em um carro em movimento, um quarto de hotel e até mesmo um avião.

Teletrabalho em Equipes Transacionais

Como o próprio nome já destaca, o Teletrabalho em Equipes Transacionais é praticado de maneira conjunta, Desse modo, ele envolve uma série de pessoas, como equipes multidisciplinares e/ou internacionais. Tudo isso para atender as altas demandas corporativas e garantir a correta execução de projetos específicos.

E essa é a sua principal diferenciação em relação aos demais. A necessidade da colaboração e do trabalho em grupo. Estes podem interagir de inúmeras maneiras diferentes, efetuando diferentes tipos de tarefas em diversas localidades.

A reforma trabalhista trouxe algumas novidades para o teletrabalho

Também é preciso saber que a reforma trabalhista trouxe algumas novidades para o mundo do teletrabalho. Ela fez com que ele passasse a ser regulamentado definitivamente pelos arts. 75-A a 75-E, da CLT. Desse modo, as características do contrato de teletrabalho foram reguladas no art. 75-B

Ainda, com a nova reforma trabalhista, é necessário inferir que o teletrabalho não precisa necessariamente ser exercido integralmente fora da sede da empresa, sendo que o que prevalece para fins de caracterização do regime de teletrabalho é a preponderância do trabalho à distância.

Outro ponto de inovação legislativa foi a previsão do art. 75-C em seus parágrafos, o qual prevê a possibilidade de alteração do regime de trabalho presencial para o de teletrabalho, desde que haja a aceitação do empregado.

Note que caso a alteração seja do regime de teletrabalho para o presencial, o ato poderá ser feito unilateralmente pelo empregador, não sendo necessária a anuência do empregado, garantindo-se ao empregado o prazo mínimo de 15 dias para a transição.

Ademais, o art. 75-D, da CLT, preceitua que a responsabilidade pela aquisição, manutenção ou fornecimento dos equipamentos tecnológicos, da infraestrutura necessária para prestação do serviço e o reembolso de despesas arcadas pelo empregado, devem estar previstas em contrato escrito. Em caso de não cumprimento o funcionário pode ser penalizado.

O teletrabalho pode ajudar os funcionários e a empresa

Logicamente, ainda mais durante o período de pandemia, o teletrabalho se demonstra uma prática muito importante. Ele é basicamente imprescindível nas relações de trabalho do novo normal. Mas também é necessário saber que a prática pode ser extremamente valiosa em períodos normais, se assim podemos dizer.

É isso mesmo, ele pode ser um diferencial para manter aquele profissional que a empresa não quer perder para a concorrência (por esta oferecer melhores condições ou benefícios), bem como para conceder ao empregado a oportunidade de manter o vínculo empregatício prestando os mesmos serviços. Tudo isso pois ele estará no conforto e aconchego de seu lar.

Além disso ele também pode proporcionar uma série de benefícios para empresa, tais como:

  • Economia de custos relacionados ao escritório, como luz, água, telefone e até mesmo o aluguel;
  • Redução da perda de bons funcionários. Como citado, o teletrabalho traz mais comodidade e conforto para os funcionários, podendo fazer com que eles sejam mais leais à empresa;
  • Maior acesso a talentos, visto que é possível trabalhar com pessoas mesmo que elas estejam extremamente distantes da sede física da empresa;
  • Aumento na disponibilidade de tempo dos funcionários, visto que eles não gastarão tempo com locomoção;
  • Reuniões mais rápidas e dinâmicas;
  • Aumento considerável da produtividade.

Agora você já sabe um pouco mais sobre o teletrabalho, suas vertentes e principais benefícios. Lembre-se que, quando ele é aplicado com responsabilidade pode representar inúmeras vantagens tanto para o empregador quanto para seus funcionários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *