WhatsApp Clonado: como proceder nessa situação?

Você já sofreu ou conhece alguém que teve o Whatsapp Clonado? Trata-se de uma situação extremamente chata e revoltante. Acontece que muitas pessoas não sabem como proceder nesse momento. Mas nesse artigo nós explicaremos passo a passo o que você deve fazer nesse tipo de situação. Assim você pode ficar por dentro do que fazer após a clonagem, como contatar as autoridades e usufruir de medidas legais.

Pode parecer uma questão banal, mas a grande verdade é que se preservar na internet está cada vez mais difícil. Por isso é essencial saber o que fazer em caso de Whatsapp Clonado. Isso vale principalmente se pensarmos que, nesse contexto, além da clonagem do aplicativo, ainda existe o perigo dos direitos do consumidor serem afetados. Sabendo disso, vamos ao nosso artigo. Assim você pode entender como lidar com esse tipo de circunstância da melhor forma possível.

O que fazer em caso de WhatsApp clonado?

WhatsApp Clonado: como proceder nessa situação?

O ponto principal de nosso artigo é entender o que fazer uma vez que se tem o WhatsApp Clonado. O mais recomendado é efetuar um boletim de ocorrência. Ainda, durante o ato você pode conversar com as autoridades, buscando saber se pode usufruir de alguma outra medida legal. E, geralmente, em casos de clonagem, a vítima garante o direito a indenização por danos morais. Mas diferente do que muitas pessoas possam pensar, essa indenização não parte do culpado pelo crime e sim da companhia responsável pelo plano telefônico da vítima.

E se você não entendeu o motivo, agora iremos explicar. Uma vez que o WhatsApp é clonado, a pessoa que teve o seu número copiado pode sofrer com falhas na telefonia. Isso acontece pois é o número de telefone que acaba clonado, mesmo quando a falha decorre do uso do aplicativo. Logo, uma ou mais pessoas estarão utilizando o mesmo número de celular, o que pode acarretar em interferências e outros problemas sérios.  Assim, a clonagem é colocada como uma falha de segurança da empresa de telefonia, que no entendimento da justiça deve arcar com o ocorrido.

Dito isso, agora você deve estar se perguntando o que fazer para garantir a indenização, não é mesmo? O ideal é apresentar todo tipo de provas disponíveis, comprovando que você foi lesado e deseja gozar de seus direitos legais, recebendo uma reparação financeira proporcional a todo o dano causado pela infração. Nesse sentido, a empresa ainda pode ser coagida a implementar medidas de segurança, bem como orientar os consumidores adequadamente sobre o que fazer para evitar e para solucionar o problema da clonagem. Mas para facilitar sua vida, elaboramos um passo a passo para saber se houve clonagem do aplicativo:

Passo a passo para saber se o seu WhatsApp foi clonado:

  1. Registrar um boletim de ocorrência no site ou na delegacia da Polícia Civil do seu estado;
  2. Comunicar os contatos, amigos e familiares;
  3. Comunicar a instituição financeira em caso de transferência de dinheiro;
  4. Enviar um e-mail ao support@whatsapp.com e solicitar a desativação da conta;
  5. Entrar em contato com a sua operadora de telefonia para bloquear a linha e pedir um novo chip.
  6. Reinstalar o WhatsApp.

Mas como eu sei que tive meu WhatsApp Clonado?

WhatsApp Clonado: como proceder nessa situação?

Muitas vezes a pessoa pode sofrer com a clonagem de seu WhatsApp e nem ao menos perceber. Trata-se de uma questão muito perigosa, principalmente pois por meio do acesso ao aplicativo, os infratores conseguem os principais contatos do usuário e até mesmo históricos de conversa.

Com isso, é possível se passar por ele para pedir valores monetários, por vezes, significativos. Os contatos podem, dessa maneira, acreditar nas mensagens enviadas e realizar transferências. Além disso, os criminosos, a partir da invasão, terão acesso a todas as informações pessoais disponíveis no aplicativo.

Outro ponto que merece destaque é que, quem tem prejuízo financeiro, em situações dessa natureza, são os contatos do número clonado. Entretanto, é a imagem daquele que teve seu número clonado que acaba manchada, além do enorme incômodo para resolver toda a situação. Mas agora vamos compreender como evitar (ou amenizar) esse tipo de problema, descobrindo se o seu WhatsApp está clonado ou não. Para isso, elaboramos uma lista com algumas questões relacionadas ao tema. Entenda:

Modos de descobrir/se precaver contra a clonagem

  1. Em muitos casos a clonagem do número ocorre após o usuário clicar em um link de origem duvidosa. Portanto, quando receber qualquer link que não seja 100% confiável, não clique, pode ser uma fraude;
  2. Apesar disso, muitas clonagens acontecem uma vez que o criminoso possui informações simples do usuário, como meramente o seu número de telefone. Tais informações podem ser encontradas em sites de vendas, como o Mercado Livre, por exemplo. Por isso é ideal que, quando você compartilhar seus dados em qualquer site que seja, utilize sempre implemente as medidas de segurança recomendadas;
  3. Infelizmente, a maioria dos casos de descoberta de clonagem ocorrem uma vez que conhecidos recebem mensagens estranhas com pedido de dinheiro ou outro tipo golpe. Portanto, uma maneira de descobrir se o seu número foi clonado é se atentando a essa questão. Por infelicidade, quando a clonagem é descoberta dessa maneira, muitas vezes os estragos principais já foram feitos;
  4. Mas por sorte existem outras formas de verificar se o seu WhatsApp foi clonado. É necessário se atentar a alguns quesitos. Por exemplo, se você está tendo muitos problemas com as ligações, como falhas ou quedas, dificuldade para completar as chamadas e acessar a sua caixa de mensagens e até mesmo a verificação da conta no final do mês, tomando medidas caso ela venha muito além do convencional.

Agora você já sabe como descobrir e que providências tomar caso tenha o WhatsApp Clonado. Lembre-se que todo o processo é respaldado pelo Código de Defesa do consumidor e que quanto antes você descobrir a fraude menores serão os danos. Portanto, esteja sempre atento aos pontos passados no decorrer deste texto e nunca divulgue as suas informações em sites não confiáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *