Mediação de Conflitos: entenda tudo sobre o assunto

Mediação de Conflitos: entenda tudo sobre o assunto

Os processos judiciais vêm aumentando bastante no Brasil nos últimos tempos. Isso faz com que os envolvidos estejam em busca constante por meios dinâmicos e eficazes de solucionar estes problemas. Nesse cenário observamos a forte incidência da mediação de conflitos.

O método usufrui da gestão de diálogos para solucionar problemas e tem como principal intuito encontrar soluções que satisfaçam a todos os envolvidos. E nesse artigo você vai entender tudo sobre a mediação de conflitos. Para começar vamos apresentar a definição desse conceito de maneira clara.

O que é a mediação de conflitos?

A mediação de conflitos é um procedimento legal, ou seja, previsto por lei, que visa transformar os litígios em diálogos. Em outras palavras, com a utilização da mediação, os indivíduos envolvidos em um conflito judicial podem apresentar argumentos, buscando solucionar os seus problemas da maneira mais pacífica possível.

Todo o processo é pautado na premissa da cooperação. Além disso, ele conta uma pessoa neutra e imparcial que busca estimular o diálogo e a escuta entre as partes.

Sendo assim, é possível que a melhor solução para ambas seja encontrada de forma autônoma. Desse modo, essa “terceira” pessoa é responsável por auxiliar na obtenção de acordos a partir de uma conversa produtiva sobre os interesses e posições das partes.

Quando a mediação é recomendada?

A prática é recomendada, principalmente, quando existem conflitos empresariais ou familiares. Estes englobam uma série de questões, tais como:

  • Divórcio;
  • Pagamento de pensão;
  • Divisão de bens e herança;
  • Guarda e visitas;
  • Problemas societários.

Também é recomendado efetuar a mediação em qualquer outro caso onde haja problema de relação continuada, complexa ou multidimensional.

Quais são os benefícios da mediação de conflitos?

Como pudemos observar, a mediação é uma forma menos desgastante de resolução de conflitos, que possibilita a existência de paz, ou ao menos respeito entre as partes envolvidas. Entretanto, ela apresenta outros diversos benefícios que podem e devem ser destacados. São eles:

Menor desgaste emocional

Como destacado no decorrer de nosso artigo, a mediação busca solucionar os problemas de uma forma mais simples que a convencional. E esta, certamente envolve um menor desgaste emocional. Isso vale ainda mais quando observamos os métodos convencionais, que são extremamente longos e complicados.

Solução dinâmica

É possível dizer que a solução dinâmica também colabora para um menor desgaste emocional de ambas as partes. Outros métodos utilizados com frequência são extremamente burocráticos e lentos. Isso ocorre pois um processo judicial tem várias etapas burocráticas, além de diversos recursos e outros artifícios que fazem com que ele percorra várias instâncias e demore para ter o seu fim definitivo.

Desse modo, a mediação aparece como uma maneira bem mais prática de resolução de conflitos, e consequentemente menos cansativa para todos.

A mediação traz resultados financeiros melhores

Os outros métodos, além de demandarem bastante tempo, consequentemente também exigem mais gastos financeiros. Isso se dá principalmente pelo fato de ser necessário realizar o pagamento das custas judiciais, de advogados por todo o período e de especialistas como peritos, que muitas vezes são indispensáveis.

Logo, a mediação se dá como uma solução muito mais barata, uma vez que exige muito menos recursos e tempo para que se resolva o conflito.

A mediação pode satisfazer ambas as partes

Com a mediação de conflitos, não há tantos riscos da insatisfação de alguma das partes existir, pois o mediador não profere nenhuma decisão, uma vez que ele é apenas um intermediador que busca auxiliar todos os envolvidos.

Assim, nessa modalidade, existe maior satisfação de ambas as partes. Isso acontece pois os próprios envolvidos definem o acordo. Sendo assim, suas próprias convicções são consideradas. Além disso, eles podem discutir cada ponto de seu conflito e definir o que será concedido e exigido a cada pessoa.

O princípio da imparcialidade do mediador

O Mediador é um profissional devidamente treinado que vai ajudar as duas partes a solucionarem o conflito por acordo mútuo sem tomar nenhuma parte, bem como sem forçar o acordo durante a negociação.

Desse modo, é imprescindível que ele não tome lado e seja realmente imparcial, como destacado anteriormente, para que a mediação tenha sucesso. É importante destacar que essa é uma grande diferença da arbitragem para a mediação, porque o árbitro decide algo e o mediador simplesmente ajuda as partes a chegarem a um acordo.

As fases de uma mediação de conflitos

A mediação é um processo relativamente simples. Mas nem por isso ela não conta com fases ou uma preparação. Por isso, resolvemos explicar, de forma breve, quais são os estágios de um processo de mediação. São eles:

  • Pré-mediação– Na pré-mediação o mediador informa todas as características do procedimento aos participantes, quais são os seus direitos e deveres e quais são, de fato, os objetivos da mediação. Nesse momento os envolvidos contam a sua versão do conflito em questão;
  • Compreensão do caso– Nesse momento o mediador precisa empregar as técnicas necessárias para facilitar o diálogo entre as partes e fazer com que elas esclareçam tudo sobre o conflito, falem sobre os seus principais interesses, expectativas e necessidades. Também é o momento de falar sobre os aspectos emocionais e de que forma eles estão impactando aquela situação;
  • Resolução– A resolução, logicamente, é o momento mais aguardado por todos. É nessa hora que o mediador oferecerá as mais diversas alternativas de solução nas quais os dois lados sairão com algum benefício, mais uma vez utilizando suas técnicas.

Agora você já sabe um pouco mais sobre a mediação de conflitos. Assim é possível solucionar problemas judiciais de maneira mais dinâmica, empregando a mediação sempre que necessário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *